GLADYS OSBORNE LEONARD

(Mrs. Leonard)

 A FANTÁSTICA MÉDIUM VIDENTE

"A Sra. Piper britânica"

(1882 - 1968)

 

Vidência [do latim vidente + -ia] - 1. Qualidade ou faculdade de vidente. 2. Pessoa que tem o uso da vista, em oposição a cego. 3. Para a Doutrina Espírita, é a faculdade que possuem alguns médiuns de ver com os olhos da alma.

Biografia de Gladys Osborne Leonard:

Leonard nasceu em 28 de maio de 1882 na cidade Lytham St. Annes, estância balnear na costa Fylde de Lancashire, Inglaterra, ao sul de Blackpool, no estuário de Ribble.

Considerada uma das maiores, senão a maior, médium inglesa de todos os tempos. Gladys Osborne ficou conhecida como a “Sra. Piper britânica”, pela correlação de seus fenômenos mediúnicos e a facilidade que tinha em produzi-los. Assim como a Sra. Piper, Osborne foi exaustivamente testada num período de mais de 50 anos por pesquisadores experientes e reconhecidos, a fim de verificar a autenticidade de suas faculdades mediúnicas.

Médiuns autênticos, que foram testados e aprovados em pesquisas rígidas, com os principais pesquisadores da época são muito raros. Mas esse foi o caso de Gladys, que passou nos testes da SPR (Sociedade de Pesquisas Psíquicas) e teve sua mediunidade confirmada. Não é fácil a vida de um grande médium: o público cético tende a vê-los como fraude, pesquisadores os perseguem desejando sempre uma prova a mais, psiquiatras cientificistas podem querer encaixá-los em categorizações tendenciosas. Mas Gladys parece ter passado por tudo com louvor e cumprido sua missão. Seus testemunhos são uma dos maiores indícios da realidade da sobrevivência após a morte e da existência do mundo espiritual.

A médium ficou conhecida pela sua faculdade de comunicação com os espíritos e também por sua incrível clarividência, sua capacidade extraordinária de ver coisas a grandes distâncias. Ela explicou isso em sua biografia relembrando das visões corriqueiras que tinha na infância:

“Para tudo o que eu estivesse olhando, a aparência física da parede, a porta, o teto, ou qualquer que seja, desapareceria, e em seu lugar gradualmente apareciam vales, pequenas montanhas, adoráveis árvores e bancos cobertos com flores, de toda forma e matiz. A cena parecia se estender a muitas milhas, e eu estava consciente que poderia ver muito mais distante do que fosse possível com a paisagem física ordinária ao meu redor”.

Segundo Gladys, uma espécie de intuição a sugeriu não falar mais sobre essas visões e manter segredo sobre elas.

Gladys também era uma exímia projetora, realizava com bastante facilidade uma experiência extracorpórea. Ela conta que viajava no astral e conversava com várias entidades. Trazia informações precisas desses encontros no plano espiritual para o plano físico.

O reverendo Charles Drayton Thomas, que nenhuma ligação tinha como o Espiritismo, fez nada mais nada menos do que 500 sessões com Gladys a fim de avaliar a veracidade de sua mediunidade. Excluiu completamente a hipótese de seu conhecimento transcendental ser apenas telepatia e não o contato com os espíritos.

A partir de sua avaliação final, após longos estudos com a médium, o reverendo conclui que “afirmar que foi pura coincidência [os incríveis dados transmitidos por ela, que em hipótese alguma poderia saber] é uma teoria igualmente absurda”. E acrescenta que “A telepatia só pode ser uma explicação se, por esse termo vago, entender-se o poder da médium de ler os pensamentos subconscientes de pessoas (1) que ela não conhecia, (2) de cuja localidade no Reino Unido ela não tinha idéia, (3) que não sabiam quando as sessões estavam transcorrendo, sessões que (4) se davam, de fato, a mais de 320 quilômetros de distância. Considero essa hipótese muito forçada”.

Sir Oliver Lodge também dedicou bastante tempo para pesquisar a mediunidade de Gladys e os resultados foram positivos. Sra. W. H. Salter, uma conhecida pesquisadora da SPR, realizou um número bem grande de sessões com Gladys. Sra. Lydia W. Allison, Radclyffe-Hall e Lady Troubridge também fizeram muitas sessões com Gladys e todos eles ficaram convencidos da mediunidade de Gladys.

Oliver Lodge teve uma comprovação adicional com Gladys. Seu filho Raymond Lodge falecera na primeira guerra mundial, e Lodge foi estudar as faculdades de Gladys. Logo seu filho aparecera nas sessões e Logde recebeu informações verídicas, que ninguém mais sabia, a respeito do seu filho. Lodge então admitiu que seu filho poderia, de fato, estar ali presente e se comunicando por intermédio de Gladys. Tudo isso deu notoriedade a médium, que passou a ser mais reconhecida e aclamada.

Faleceu em 10 de março de 1968, na cidade Broadstairs, distrito ao leste de Kent, Inglaterra.

Fontes: Her Life in Two Worlds, Gladys Osborne Leonard (Jeffrey Mishlove has a delightful conversation with himself regarding one of the most talented spirit mediums of the twentieth century. Gladys Osborne Leonard's career as a medium spanned a half-century. Throughout that time she was studied extensively by researchers. She consistently demonstrated both integrity and talent, offering enormous evidence for postmortem survival)

Fontes: Survival After Death

Fontes: Portal Psychictruth

"É o conhecimento de que o Espiritualismo tem feito por mim espiritualmente, mentalmente, e mesmo fisicamente, que me impele a tentar, neste livro simples, mostrar aos outros como compreender a verdade sobre a sobrevivência pessoal, e beneficiar aqueles pelo acréscimo de esperança e de coragem para enfrentar as dificuldades e provações da vida cotidiana, e enfrentar com calma - ainda espero que a tragédia aparente chamada Morte, que a pobre maioria dos seres humanos comece a banir de suas mentes tanto e tanto tempo quanto possível."

Gladys Osborne Leonard "A Médium Vidente"

449. A dupla vista se desenvolve espontaneamente ou pela vontade de quem a possui?

— Na maioria das vezes, ela é espontânea, mas a vontade também, muitas vezes, desempenha um grande papel. Assim, podes tomar, por exemplo, certas pessoas chamadas leitoras da sorte, algumas das quais possuem esta faculdade de dupla vista e nisso a que chamas visão.

450. A dupla vista é suscetível de se desenvolver pelo exercício?

— Sim, o trabalho sempre conduz ao progresso, e o véu que encobre as coisas se torna transparente.

450 – a) Esta faculdade se liga à organização física?

— Por certo, a organização desempenha o seu papel; há organizações que se mostram refratárias.

Allan Kardec - "O Livro dos Espíritos" - Cap. 8 - VII Dupla Vista"

 

RELAÇÃO DE OBRAS PARA DOWNLOAD

 

Biografia de Gladys Osborne Leonard

 

 Gladys Osborne Leonard - Minha Vida em Dois Mundos (Obra rara traduzida)

 

The Society For Psychical Research (Um caso de contato por procuração - Conduzido em onze sessões com a Sra. Osborne Leonard pelo Reverendo Drayton Thomas)
 

Baixar todas as obras no arquivo zipado