SIR WILLIAM CROOKES

UM DOS MAIORES PROEMINENTES FÍSICOS DO SECULO XIX

O Grande Cientista do Invisível

O MAIOR PESQUISADOR DA FENOMENOLOGIA ESPÍRITA

(1832 - 1919)

 

Foi muito a propósito que Charles Richet deu por iniciado com William Crookes, em 1872, o período científico da metapsíquica, hoje parapsicologia. Possivelmente, nenhum cientista que se atreveu a estudar com afinco os fenômenos objetivos da parapsicologia foi tão controvertido quanto SIR William Crookes.

 

O cientista Sir William Crookes teve como material de pesquisa a médium Florence Cook ver LINK

O cientista Sir William Crookes teve como material de pesquisa o médium Daniel Dunglas Home ver LINK

Apresentação da biografia:

William Crookes nasceu em Londres, Inglaterra, no dia 17 de junho de 1832.

Foi o maior químico da Inglaterra, segundo afirmativa de “Sir” Arthur Conan Doyle, o que ficou constatado pela trajetória gloriosa que esse ilustre homem de ciência desenvolveu no campo científico. Mencionado como sendo um dos mais persistentes e corajosos pesquisadores dos fenômenos supranormais, desenvolveu importante trabalho na área da fenomenologia espírita.

No ano de 1855, William Crookes assumiu a cadeira de química na Universidade de Chester. Como conseqüência de prolongados estudos, no ano de 1861 descobriu os raios catódicos e isolou o Tálio, determinando rigorosamente suas propriedades físicas. Após persistentes estudos em torno do espectro solar, descobriu, em 1872, a aparente ação repulsiva dos raios luminosos, o que o levou à construção do Radiômetro, em 1874.

No ano seguinte descobriu um novo tratamento para o ouro. No entanto, a coroação do seu trabalho científico foi à descoberta do quarto estado da matéria, o estado radiante, no ano de 1879. Foram-lhe outorgadas várias medalhas pelas relevantes descobertas no campo da física e da química.

A rainha Vitória, da Inglaterra, nomeou-o com o mais alto título daquele país: “Cavalheiro”.

A par de todas as atividades, ocupou a presidência da Sociedade de Química, da Sociedade Britânica, da Sociedade de Investigações Psíquicas e do Instituto de Engenheiros Eletricistas.

Dotado de invejável fibra de investigador, acabou por pesquisar os fenômenos mediúnicos, a princípio, com o fim de demonstrar o erro em que incidiam os ditos “médiuns” e todos aqueles que acreditavam piamente em suas mediunidades.

Em 1869, os médiuns J.J. Morse e Sra. Marshall serviram de instrumento para que Crookes realizasse as suas primeiras investigações.

As mais notáveis experiências mediúnicas, levadas a efeito por esse ilustre cientista, foram realizadas através da médium Florence Cook, quando obteve as materializações do Espírito que dava o nome de Katie King, fato que abalou o mundo científico da época.

A jovem Florence Cook tinha apenas 15 anos de idade quando se apresentou a Sir William Crookes, a fim de servir de medianeira para as pesquisas científicas que vinha realizando. São dela as seguintes palavras: “Fui à casa do Senhor Crookes, sem prevenir a meus pais e nem a meus amigos. Ofereci-me em sacrifício voluntário sobre o altar de sua incredulidade.” Ela pediu a proteção da Sra. Crookes e submeteu-se a toda sorte de experimentações, objetivando comprovar a sua mediunidade, pois que um cavalheiro, de nome Volckmann, havia lhe imputado suspeitas de fraude.

No dia 22 de abril de 1872, aconteceu, pela primeira vez, a materialização do Espírito Katie King, estando presente na sessão, a genitora, alguns irmãos da médium e a criada.

Após várias sessões, nas quais o Espírito Katie King se manifestava com incrível regularidade, a Srta. Florence afirmou a William Crookes que estava decidida a submeter-se a todo o gênero de investigações.

Na sua obra “Fatos Espíritas”, faz completo relato de todas as experiências realizadas com o Espírito materializado de Katie King, que não deixa dúvida quanto ao poder extraordinário que possui o Espírito de dar a forma desejada, utilizando a matéria física.

Numerosos cientistas de renome, mesmo diante dos fatos mais convincentes, hesitaram em proclamar a verdade, com receio das conseqüências que isso poderia acarretar aos olhos do povo. William Crookes, porém, não agiu assim.

Ele penetrou o campo das investigações com o intuito de desmascarar, de encontrar fraudes, entretanto, quando constatou que os casos eram verídicos, insofismáveis, ele rendeu-se à evidência, curvou-se diante da verdade, tornou-se espírita convicto e afirmou:

- “Não digo que isto é possível; digo: isto é real!”

William Crookes desencarnou em 04 de abril de 1919, em Londres, Inglaterra.

Fontes: Paulo Alves de Godoy e Antonio de Souza Lucena - Personagens do Espiritismo

Foto 01 - A foto mostra o espírito de Katie King junto do cientista Sir William Crookes. Esta foto ele jamais permitiu fosse divulgada. Nela vê-se o verso que o sábio escreveu sensibilizado pela beleza do espírito Katie King materializado.

"Numa sessão realizada ontem à noite Hackney (Londres, 29 de março de 1874). Katie nunca apareceu com tão grande perfeição. Durante perto de duas horas passeou na sala, conversando familiarmente com os que estavam presentes. Várias vezes tomou-me o braço, andando, e a impressão sentida por mim era a de uma mulher viva que se achava a meu lado, e não de um visitante do outro mundo; essa impressão foi tão forte, que a tentação de repetir uma nova e curiosa, experiência tornou- se-me quase irresistível.".

Foi no ano de 1898, em seu discurso de posse na presidência da British Association for the Advacement of Science (Associação Britânica pelo Avanço da Ciência), que afirmou:

"Já se passaram trinta anos desde que publiquei um relatório dos experimentos tendentes a mostrar que fora de nosso conhecimento científico existe uma força utilizada por inteligências que diferem da comum inteligência dos mortais... Nada tenho a me retratar. Confirmo minhas declarações já publicadas. Na verdade, muito teria que acrescentar a isto que o Espiritismo está cientificamente demonstrado."

Sir William Crookes "O Grande Cientista do Invisível"

Fontes: Canal Espírita Jorge Hessen (Documentário sobre William Crookes)

Fontes: Vita Oltre la Morte (Documentario sulla vita di William Crookes)

Fontes: Sir William Crookes Spiritist Society

Fontes: The Researches of Sir William Crookes - Spiritualist

 

RELAÇÃO DE OBRAS PARA DOWNLOAD

 

As pesquisas de William Crookes com a médium Florence Cook e a materialização do Espírito de Katie King (William Crookes - Fatos Espíritas)



Narração de uma experiência científica de materialização feita por William Crookes e Varley
(William Crookes - Fatos Espíritas)

 

Biografia Completa de William Crookes (Encyclopaedia of Psychic Science de Nandor Fodor - USA: University Books, 1974)

 

William Crookes - Fatos Espíritas (Obra Espírita)

 

William Crookes - Discours Recents Sur Les Recherches Psychiques PDF

 

William Crookes - Discours Recents Sur Les Recherches Psychiques DOC