PAUL BODIER

 O GRANDE BIOGRAFO DE GABRIEL DELANNE

 (1875 - 1946)

 

OBRA RARA TRADUZIDA

 

Paul Bodier foi biografo de Gabriel Delanne ver LINK

 Apresentação do tema:

O site não conseguiu maiores dados sobre este autor espírita, foram feitos vários contatos junto a sites irmãos Espíritas da França, Espanha e da Itália para que nos ajudem a montar uma biografia.

Pedimos que se alguém tiver a biografia completa de Paul Bodier nos enviem.

Irmãos W.

 

Foi presidente da Sociedade Francesa de Estudos Psíquicos.

Conhecido escritor espírita francês que publicou grandes obras espíritas de grande envergadura tais como:

- Paul Bodier - A Granja do Silêncio

- Paul Bodier - Como desenvolver a Mediunidade

- Paul Bodier - O Espírito Consolador ou nossos destinos

- Paul Bodier - A Vida e a Morte

- Foi biografo de Gabriel Delanne sendo que publicou junto de Henri Regnault a obra "Gabriel Delanne sua vida, seu apostolado e sua obra".

- Paul Bodier - L'apôtre (Fr)

- Paul Bodier - Sous Les Cendres Du Passé (Fr)

Fontes: Autores Espíritas Clássicos

Ver no site as Obras Completas de Gabriel Delanne

Fontes: Centre Spirite Lyonnais Allan Kardec

Fontes: l'Encyclopédie Spirite (Revue Scientifique et Morale du Spiritisme)

Não. O ataúde não é, homem, isso que tu crês.
A morte, sob o teto dos túmulos negros e frios,
E a misteriosa e luminosa oferenda.
Não é somente para a alma que ela é grande,
Mas para a carne, peso vil sobre a terra estendida;
O túmulo, astro central, para o qual tudo volta,
Lançando um raio duplo à dupla fronteira,
Transfigura o espírito, transforma a matéria,
A Morte que é para ti um espectro monstruoso,
Captura o ser e o contorce entre seus dedos nodosos,
E, como uma lavadeira ajoelhada no rio,
Alvejou os ossos, os corpos, a carne do espírito viúvo,
O trapo animal e o farrapo humano
Em um escoamento de luz sem fim.
É no esplendor que tudo se decompõe,
A morte é a unidade que retoma todas as coisas.

Oh! Crer, é a recompensa
Do pensamento amoroso, qualquer que seja ele;
É confiando que se pensa
E é esperando que se vê
Cante, ó meu coração, o eterno salmo
Deus vivo, na noite do átomo,
Se eu alcanço, muito longe do dia,
Para compreender, meu grão de areia,
Tua imensidão formidável
É crendo em seu amor!...

Vitor Hugo "O Poeta Francês"

 

RELAÇÕES DE OBRAS PARA DOWNLOAD

 

Paul Bodier/Henri Regnault - Gabriel Delanne sua vida, seu apostolado e sua obra

 

Paul Bodier - A Granja do Silêncio
 

Paul Bodier - A Vida e a Morte

 

Paul Bodier - O Espírito Consolador ou nossos destinos (Obra rara traduzida)

 

RELAÇÃO DE OBRAS EM OUTROS IDIOMAS

 

Paul Bodier - L'apôtre (1926) (Fr)

 

Paul Bodier - Sous Les Cendres Du Passé (1936) (Fr)