OS GRANDES MÉDIUNS RUSSOS

 

ESTUDANDO A MEDIUNIDADE

NOS PAÍSES COMUNISTAS

 

WOLF MESSING

O TELEPATA ALEMÃO

 

SEMYON KIRLIAN - VALENTINA KIRLIAN

INVENTORES DAS FOTOS KIRLIANAS

 

 

Esta obra não é espírita assim como os personagens citados. Apresenta fatos sobre a transcendência da alma humana. Em trabalhos realizados na Antiga União Soviética, Bulgária, Techocoslováquia.

Apresentação do site:

O site vem agora apresentar um tema relevante que e a apresentação dos grandes médiuns e dos pesquisadores psiquistas que estudaram o fenômeno da transcendência da existência humana durante o regime comunista que se abateu na Europa Oriental, na qual se destacam Wolf Messing que era um paranormal russo: telepata, leitor de mentes.

E o cientista Semyon Davidovitch Kirlian, que em 1939, na cidade de Krasnodar, na ex-União Soviética, foi primeiro homem a construir uma maquina de fotografia Kirlian que possui a condições de captar impressões sutis do nosso corpo etérico (espírito).

Estes valentes pesquisadores e médiuns que não eram espíritas, mais românticos na tentativa de compreensão da existência de um principio ativo que sobrepõem ao corpo que se pode chamar de alma.

Levaram adiante o descobrimento das faculdades humanas como: Telepatia, Clarividência, Clariaudiência e muitos outros poderes psíquicos.

Os dirigentes comunistas da antiga União Soviética se viram assombrados nas descobertas destes grandes médiuns e cientistas.

Em pleno regime Stalinista quem ditava as regras da vida do povo era ditadura do Partido Comunista e acreditar em Deus e a vida fora da matéria seria um pecado mortal, pois o que valia era o ateísmo.

Conforme Mikhail Gorbachev afirmou:

O Estado comunista empreendeu uma patente "Guerra contra a Religião."

Ele lamentara que os bolcheviques, seus predecessores, mesmo após a guerra civil terminada no começo da década de 1920, durante uma época de “paz”, “continuou a demolir as igrejas, a prender e matar sacerdotes”.

A União Soviética, modelo do comunismo mundial como um todo, era oficialmente hostil à religião e oficialmente ateísta. A União Soviética não era irreligiosa, sem nenhuma posição quanto à religião.

A União Soviética queria fazer crer que não havia Deus. Além disso, esse ateísmo se transformou numa espécie de vício anti-religioso baseado em Teorias Marxistas.

Irmãos W.

Ver no site Hyppolite Baraduc (O Fotógrafo do Invisível)

Fontes: A Casa do Espiritismo

Fontes: Semyon Davidovich Kirlian

 

RELAÇÃO DE OBRAS PARA DOWNLOAD

 

Wolf Grigorevich Messing

 

Semyon Kirlian - Valentina Kirlian

 

Sheila Ostrander - Os Grandes Médiuns Russos PDF

 

Sheila Ostrander - Os Grandes Médiuns Russos DOC