Madame Marina Leymarie

 

(Madame P.G. Leymarie)

 

A GRANDE DIVULGADORA DO ESPIRITISMO

 

NA FRANÇA DE ALLAN KARDEC

 

(1837 - 1904)

 

 

A GRANDE HEROÍNA Do espiritismo

 

 

  Pierre Gaetan Leymarie - O continuador dos trabalhos de Allan Kardec ver LINK

 

 

Biografia de Madame Leymarie:

 

Madame Leymarie, desencarnou, docemente e sem qualquer apreensão da morte, na manhã do dia 29 de Setembro de 1904, às 10 horas, com a idade de 67 anos, após alguns dias de enfermidade.

 

Madame Leymarie foi autora da obra "Procès des Spirites". - Paris, 1875. Edité par Mme. P.G. Leymarie, encontrada em a "Librairie Spirite, 7, rue de Lille, e em todas as livrarias de Paris, 256 pp., 15X23, "in" 8 - uma admirável memória, como se refere J. Malgras, em "Les Pionniers du Spiritisme en France."

 

Madame Leymarie era alguns anos mais jovem do que o seu marido, Pierre Gaetan Leymarie (1827-1901), de quem foi devotada companheira e zelosa colaboradora.

 

Ela lhe prestou um concurso ativo nos primeiros anos, quando se elaborou, sob os auspícios de Jean Macé, a "Liga de Ensino".

 

Quando explode o "procés des spirites", que devia pôr sua afeição à uma prova cruel, Marina mostra uma energia e uma firmeza à altura das circunstâncias.

 

A probidade, sem mácula, de seu marido, como de si própria, o vigor de sua consciência, e a grandeza de seu espírito, leva-a a apelar a todos que a rodeiam, que lhes são simpáticos, aos testemunhos de todas as pessoas honestas que ela entendia interessar à sua causa, para eliminar o julgamento iníquo que tinha surpreendido seu marido; e, no fim, ela publica, em 1875, essa admirável memória que é, desde então, um precioso documento para a história do Espiritismo.

 

E, acompanhando as provas de seu marido, Madame Leymarie foi, até ao extremo; companheira de suas lutas, e quando sofreu a dor de o perder, ela não titubeou, por um instante, e, estóica e valente, assumiu a direção da "Librarie Spirite", em torno das quais ela soube agrupar e manter, com a dignidade de seu caráter e com o valor de suas relações, um corpo de fiéis e devotados colaboradores, que deveriam continuar a obra, quando partisse.

 

Todas as nobres causas, e principalmente aquelas infelizes, tiveram sempre nela uma campeã perseverante. Pode-se dizer de Madame Leymarie, que ela passou no mundo fazendo o bem, Madame Leymarie, foi um exemplo de devotamento.

 

Embora seu marido, mais tarde, receba uma desculpa pública, Mme Leymarie em seu referido livro reproduz o processo desse arbitrário juízo, no qual, também, Amélie Boudet, Mme Allan Kardec, foi destratada por M. Millet, presidente do Tribunal.

 

Pouco antes da sua desencarnação, Allan Kardec lançou as bases de uma Sociedade Anônima, à qual legaria os seus bens, com objetivo de assegurar a difusão do Espiritismo. Leymarie foi um dos primeiros a integrar-se na Sociedade, da qual se tornou administrador. Também passou a exercer os cargos de redator-chefe e diretor da Reboe Xerete.

 

Pierre Gaetan durante trinta anos, no atribulado período que se seguiu ao decesso de Kardec, quando o Espiritismo era encarado com reservas, sendo alvo de zombarias e inconcebíveis ataques, Leymarie manteve-se em luta constante, proclamando bem alto os nobres ideais da Terceira Revelação, através das páginas da Revue Spirite e da palavra falada.
 

Leymarie foi o único a ser detido e acusado; porém quinze dias depois da sua condenação, foi instado a declarar-se culpado e a pedir indulto, o que recusou, preferindo passar um ano no cárcere; tinha, então, 48 anos de idade.

 

Segundo "La Irradiación", ele é reabilitado, em 1888, pelo Tribunal Supremo de Justiça da França; outras versões, no entanto, indicam Fevereiro de 1883, por ocasião de uma substituição de governo.

 

Na ausência de Pierre Gaetan Leymarie, Madame Leymarie, sua sucessora, foi, também, o grande esteio do Movimento Espírita de então.

 

Fontes: Revista ICESP, nº 7 - Autoria Dra. Elza Mazzonetto Machado

 

 

RELAÇÃO DE OBRAS PARA DOWNLOAD

 

 

 

Biografia de Madame P.G. Leymarie (Madame Marina Leymarie)

 

 

Biografia de Pierre Gaetan Leymarie (O continuador do Espiritismo)

 

 

 

Madame P.G. Leymarie - Processo dos Espíritas (Obra rara)